22 de agosto de 2017

ORIENTAÇÃO DIETÉTICA PARA CONTROLE DE POTÁSSIO

O potássio é um mineral que está presente naturalmente em muitos alimentos, principalmente nas frutas, verduras e legumes. E é grande responsável pela concentração de nossos músculos e pelos batimentos do coração.
Porém quando o potássio está em excesso no sangue, pode causar fraqueza, confusão mentale até arritmia cardíaca (batimentos irregulares do coração).

FRUTAS COM BAIXO TEOR DE POTÁSSIO:

FRUTA                             QUANTIDADE (1 PORÇÃO)

Abacaxi                            1 fatia fina
Acerola                             5 unidades médias
Ameixa fresca                    2 unidades pequenas
Caju                                 1 unidade média
Caqui                                1 unidade média
Jabuticaba                         7 unidades médias
Laranja lima                       1 unidade média
Maçã                                 1 unidade média
Manga                               1/2 unidade média                      
Melancia                            1 fatia média
Morango                            5 unidades médias
Pera                                 1 unidade média
Pêssego                            1 unidade média
Pitanga                             7 unidades médias


FRUTAS COM ALTO TEOR DE POTÁSSIO:

FRUTA                              QUANTIDADE (1 PORÇÃO)

Abacate                             3 colheres de sopa
Banana                              1 unidade pequena ou 1/2 unidade grande
Figo                                  1 unidade média
Goiaba                              1 unidade média
Jaca                                 3 bagos
Kiwi                                 1 unidade média
Laranja pera                     1 unidade média
Mamão                             1 fatia média 
Maracujá                          1 unidade média
Melão                               1 fatia fina
Mexerica                          1 unidade média
Uva                                 5 unidades médias

OBSERVAÇÃO: Quando comer uma fruta crua com ALTO teor de potássio, não será possível mais consumir mais frutas cruas neste dia, mas ainda é possível consumir 2 porções de frutas cozidas (de ambas as listas).

Para pacientes com doença renal, evitar a carambola.

Preparo da fruta COZIDA:
Descascar e cozinhar em grande quantidade de água, desprezar a água do final do cozimento, Utilize caldo de caramelo ou groselha para adoçar as frutas cozidas.


VERDURAS E LEGUMES CRUS COM BAIXO TEOR DE POTÁSSIO (ORDEM CRESCENTE)


VEGETAL                                    QUANTIDADE (1 PORÇÃO)

Alface americana                         1 pires de chá
Repolho branco                            1 folha
Pepino                                        1 colher de sopa
Pimentão verde                            1 colher de sopa
Cebola                                        1 colher de sopa
Palmito pupunha em conserva         1 colher de sopa
Pimentão vermelho                       1 colher de sopa
Agrião                                        1 pires de chá
Pimentão amarelo                        1 colher de sopa
Tomate                                      3 fatias
Rúcula                                        1 pires de chá
Acelga                                        1 colher de sopa
Alface crespa                               1 pires de chá


Verduras e legumes COZIDOS: Consumo pode ser à vontade e o cozimento deve ser em grande quantidade de água, sendo que esta deve ser desprezada posteriormente. Consuma moderadamente: Cará, inhame, batata doce, batata, mandioca.


Chuchu, Vagem, Abóbora, Couve-flor, Abobrinha, Cará, Mandioca, Batata, Beterraba, Pimentão, Espinafre, Couve manteiga, Berinjela, Quiabo, Inhame, Brócolis, Cenoura, Batata doce, Escarola,Couve, Chicória.

* Para o preparo de sopas os legumes e verduras devem ser cozidos em grande quantidade de água e esta deve ser desprezada para posteriormente ser realizado o preparo da sopa. Cortados em pedaços  sem casca.


ALIMENTOS QUE DEVEM SER EVITADOS:

* Chocolate
* Caldo de cana e água de coco
* Oleaginosas (amêndoas, nozes, amendoim, avelã, castanha do Pará, castanha de caju, pistache)
* Frutas secas em geral (ex.tâmara seca, ameixa seca, banana seca, figo seco), caldas de compotas de frutas, goiabada, marmelada.
* Bebidas isotônicas
* Coco ralado
* Cogumelo
* Café solúvel
* Farelo de trigo
* Tomate seco/ extrato de tomate


21 de agosto de 2017

Consulta com Nefrologista

Nova etapa na vida da Jaque, coisas de quem está entrando na vida adulta, afinal dia 11 de setembro completa 18 anos. Então os médicos da Pediatria que a acompanham desde recém nascida encaminham para o Ambulatório de adultos.
Vou ficar meio perdida, não sei se vai ser mais demorado os atendimentos ou não, mas enfim, pelo menos ela vai continuar tendo atendimento no mesmo hospital. A gente aprende! 18 anos ali que passamos tantas coisas, é uma etapa que se encerra.
Consegui com as minhas informações mudar uma conduta médica no qual julgo melhor pra ela em relação as medicações e isso com certeza está sendo o melhor. O importante é que ela está bem! 
Apresentei a queixa que um dos medicamentos para controle da pressão arterial está descompensando, dando diurese exagerada e que a pressão dela muito baixa fica cansada, então retiraram essa que me queixei (inclusive sugeri que retirassem) e aumentaram meio comprimido do que toma em dose única na parte da manhã, então ela ficou com 2 medicamentos para pressão. Antes eram 3.
Acredito até que vai melhorar a taxa de potássio, e vai melhorar o bicarbonato pois desde a introdução desse medicamento que esses valores mudaram.
A parte Nutricional dela está ótima segundo a nutricionista vendo o esquema alimentar, mesmo com as restrições está tudo indo bem.

Até a próxima,

Adriana

16 de agosto de 2017

Não antecipe situações ou sofrimento. Seja prático.


Aprendi que quando antecipamos em nossa mente certos sofrimentos ou situações que nem aconteceram, podemos gerar várias coisas em nós que se tornam extremamente negativas e desagradáveis. Se antes de uma consulta ou procedimento me encher de suposições negativas e na minha frente vier situações realmente negativas vou ter dois sofrimentos ao invés de um: Um antes e um depois; se a situação for melhor do que eu esperava vou ter sofrido à toa, e terei um desgaste do mesmo jeito.

É claro que podemos nos preparar psicologicamente, nos organizar em nossas anotações para aquela consulta, mas sem neura. Com o tempo aprendi a ser prática até nisso: Faço um resumo das coisas que preciso passar aos especialistas, e pronto. No dia da consulta vamos ver no que vai dar. Não posso me responsabilizar totalmente por tudo que acontece com a minha filha. Temos essa mania errada de supervalorizar as coisas ruins que acontecem com elas achando que a responsabilidade é toda nossa. E não é! Supondo mesmo façamos tudo errado, ainda assim não somos responsáveis por tudo. Somos humanas, precisamos de amparo psicológico e uma trégua emocional- sobretudo de nós mesmas.

Aprendi a pegar mais leve comigo mesma, ao mesmo tempo em que tenho tantas responsabilidades e tarefas inadiáveis e necessárias em relação aos cuidados da minha filha. Não acaba em somente administrar sua alimentação, higiene, rotinas, casa, compromissos. Tenho também que cuidar da parte de organização. E isso me ajuda muito. Otimiza meu tempo, pois se trata de muitas informações. 

Não tenho que pensar como o médico. Eu tenho que junto com ele ver o que está sendo melhor à minha filha. Preciso dele pra me ajudar e juntos podemos fazer o melhor por ela.

Não tenho que olhar tão negativamente à ela, mesmo que fosse tudo péssimo. A não carregar pesos desnecessários já que tenho tanta coisa a fazer. Aprendi isso com o cansaço, com a exaustão e perceber que parecia que estava carregando o mundo nas costas. Essa é a dica que dou a todos pais. Se preocupem sim, mas o que é realmente necessário. Não se sobrecarreguem. Dividam tarefas, exponham opiniões, observem o que acha melhor e entrem em um consenso.

Ser pai e ser mãe é um aprendizado diário. Precisamos estar bem para sermos ainda melhores!

Adriana

15 de agosto de 2017

Marcação de consulta com Endocrinologia setor adulto

Hoje recebi um SMS e e-mail  com a marcação da consulta com Endocrinologista do setor adulto. Foi até rápido, achei que ia demorar mais. Como deram pedido de alta pro setor pediátrico, provavelmente vão pegar o caso dela ainda mais por ser tratar de uma paciente Turner. A consulta foi agendada pra setembro no Ambulatório de Endocrinologia e Metabologia, e o médico chefe especialista em Síndrome de Turner e Naoonan.

Sei que é outra etapa, que os prédios são enormes, verdadeiros labirintos, nada haver com o setor pediátrico que era mais fácil. Mas vamos aprendendo. Vou ficar meio perdida eu sei, mas é como eu disse a etapa requer isso.

Vou contando aqui como tudo vai correndo.

Um abraço, 

Adriana

Cardiologistas estabelecem taxas mais rígidas de controle do 'colesterol ruim'

Cardiologistas brasileiros tornaram mais rígidos os parâmetros para o controle do LDL, o “colesterol ruim”.

Agora, indivíduos com risco altíssimo de evento cardíaco deverão manter a taxa de colesterol abaixo de 50 miligramas por decilitro de sangue. Antes, bastava ficar abaixo de 70.

A maioria dos indivíduos presente nesse grupo de risco “muito alto” já passou por um infarto ou derrame, por exemplo.

Por isso, mudanças são necessárias para prevenir novos episódios graves nesses pacientes, diz a Sociedade Brasileira de Cardiologia, entidade que alterou as diretrizes no Brasil.
De acordo com estudo realizado pela instituição, 67% dos brasileiros desconhecem que têm taxas altas de colesterol.

Outras mudanças

Taxas de colesterol total também foram alteradas: de 200 para 190. Também mudaram os parâmetros para o "colesterol bom" (HDL): de 60 para 40.

Indivíduos com risco alto, como os hipertensos, devem continuar a manter as taxas abaixo de 70. Para aqueles que não possuem fatores de risco, a taxa deve se manter abaixo de 130.

As novas diretrizes foram publicadas em documento da Sociedade Brasileira de Cardiologia no dia 8 de agosto e servirão também para tornar o tratamento mais rígido.

A entidade também disponibilizou um aplicativo para médicos que permite o cálculo do risco para doença cardíaca.




Minhas Considerações:

Eu entendo que possa até ter uma preocupação com isso, mas o que vai ter de médico receitando medicação pra baixar colesterol, pois conheço gente que prefere isso do que abrir mão de gordura, fritura, e se exercitar. Que estão em fatores altíssimos de risco como tabagismo, hipertensão, diabetes e obesidade. Ao mesmo tempo existem pessoas que tem o colesterol altíssimo e mesmo fazendo tudo direito não baixa. Aí sim precisa do medicamento.

A questão é que a conta chega pra todo mundo. E chega até pra quem é fitness, vegano, vegetariano.

É claro que é preciso tomar cuidado, mas por exemplo a Jaqueline não come fritura, nem tranqueira e tem oscilação de colesterol por fator genético. Fazemos o controle via alimentação e ela nunca precisou de medicamento, mas ficamos de olho porque ela é hipertensa e entra no fator de risco. Pra ela ter os valores estipulados só se ela não comer, já que não tem como fazer atividade física. Ela só ficou uma vez com os valores abaixo quando emagreceu muito e estava com desnutrição grave.

Então,  faço a minha parte, sempre cozinhei com consciência, com controle de óleo e sal, uma alimentação com frutas, verduras, legumes, oleaginosas, grãos, cereais, azeite e peixe. Isso que faz a diferença.

Adriana

10 de agosto de 2017

Consulta com Endocrinologista

 A consulta foi tudo bem (Endocrinologista), taxas sob controle e ganhou peso! 
Foram mantidos os medicamentos: Hormônio e Vitamina D. 

Na parte Endocrinológica está tudo bem. A única queixa é em relação aos medicamentos prescritos pela Nefrologista que tem dado diurese aumentada e descompensação na pressão arterial e isso será conversado com a médica, além da dieta do potássio pois é mais difícil ganhar peso pelas restrições que já tem de colesterol (se bem que não é sacrifício algum comer saudável) uma vez que sempre me preocupei em cozinhar com consciência (controle de gordura e sal), e que aproveitasse os nutrientes dos alimentos. As dietas faz certinho, faz suplementação, come pastoso.

A Jaqueline tendo alta dos médicos do setor pediátrico indo para o setor de adulto. Agora é aguardar agendamento.
Pedi a papelada: Laudo, cópia de prontuário (Faz parte).
Dia 21 mesmo procedimento pra Nefrologista.
Jaque adulta na idade e pequena no tamanho!

Até a próxima,

Adriana


8 de agosto de 2017

Um médico mineiro "desenhou"a receita para o paciente idoso.

Por que os médicos servem gelatina a seus pacientes no hospital?


Em primeiro lugar, devemos esclarecer o que é gelatina. Nem todos sabem que a gelatina é feita de prolina e glicina. Estas substâncias contêm importantes aminoácidos que podem ser encontrados no tecido fibroso, órgão de animais e ossos. Mas hoje as pessoas não as consomem adequadamente. Estes aminoácidos são cruciais para uma boa condição da pele, do cabelo e das unhas. Eles ajudam nosso sistema imunológico a funcionar corretamente. A glicina possui propriedades anti-inflamatórias, por isso pode acelerar a cicatrização de feridas.


Mas a pergunta principal é porque médicos servem gelatina a seus pacientes?


Primeiramente, a gelatina é algo como um “líquido claro”, o que é fácil para o corpo digeri-la. Os médicos servem gelatina aos pacientes cujo estômago não pode lidar com qualquer alimento. Enquanto se recupera, o corpo precisa de algo com calorias. A gelatina é uma solução muito boa, pois contém açúcar, o que fornece ao corpo as calorias necessárias. Ao mesmo tempo, é fácil de ser digerida e também pode melhorar a secreção de ácido gástrico e reviver uma mucosa saudável no estômago.

Como a gelatina pode melhorar a sua saúde


A gelatina é uma fonte de proteína e pode melhorar a digestão. A gelatina funciona como um tratamento para alergias e intolerâncias alimentares, além de ser ótima para os ossos e articulações. Ela também pode eliminar toxinas do corpo e melhorar a saúde da pele, tornando as unhas e cabelos mais belos. A gelatina pode acelerar o processo de cura de feridas e, por último, mas não menos importante, ela também pode melhorar a qualidade do seu sono.



Dia 08 de Agosto - Dia Nacional de Combate ao Colesterol


O que é o Colesterol?

O colesterol é uma substância gordurosa encontrada em todas as células no nosso corpo. Ele é essencial para a formação das membranas das nossas células, para a síntese de hormônios, como a testosterona, estrogênio, cortisol e outros, para a produção da bile, para digestão de alimentos gordurosos, para formação da mielina (uma bainha que cobre os nervos), para metabolização de algumas vitaminas (A, D, E e K), etc.

O colesterol do nosso organismo tem duas origens:

a) endógena – o colesterol é produzido pelo nosso próprio corpo, principalmente pelo fígado.

b) exógena – o colesterol também pode ser é adquirido através dos alimentos.

Tipos de Colesterol

Como se trata de uma substância gordurosa, o colesterol não se dissolve no sangue. Portanto, para viajar através da corrente sanguínea e alcançar os tecidos periféricos, o colesterol precisa de um transportador. Essa função cabe às lipoproteínas que são produzidas no fígado. As principais são:

– VLDL (Very low-density lipoprotein) também conhecida como triglicérides:  transporta triglicerídeos e um pouco de colesterol.

– LDL (Low-density lipoprotein): transporta colesterol e um pouco de triglicerídeos do sangue para os tecidos.

– HDL ( High-density lipoprotein): tira colesterol dos tecidos e devolve para o fígado que vai excretá-lo nos intestinos.

Enquanto o LDL e o VLDL levam colesterol para as células e facilitam a deposição de gordura nos vasos, o HDL faz o inverso, promove a retirada do excesso de colesterol, inclusive das placas arteriais. Por isso, denominamos o HDL como colesterol bom e o VLDL e o LDL como colesterol ruim.

A produção das lipoproteínas é regulada pelos níveis de colesterol:

Colesterol derivado de gorduras saturadas e gordura trans favorecem a produção de LDL (colesterol ruim)
Colesterol derivado de gorduras insaturadas (encontrada no azeite, peixes e amêndoas) promovem a produção do HDL (colesterol bom).
Como Controlar o Colesterol

Siga as orientações do seu médico
Tenha uma alimentação saudável: indicada para qualquer indivíduo, mesmo aqueles com níveis de colesterol controlados. No final deste post, seguem algumas dicas.
Controle o peso corporal: a obesidade e o sedentarismo trazem outros problemas adicionais.
Pratique exercícios físicos: procure orientação profissional para realizar exercícios de acordo com sua condição física.
Dicas de Alimentação Saudável

Prefira alimentos in natura: legumes, vegetais, frutas, cereais, etc.

Carnes: prefira peixes e carnes de aves sem pele. Carne vermelha somente sem gordura. Evite embutidos, carnes processadas, camarão, povo e lulas.

Ovos: observe quantos ovos são consumidos diariamente (incluindo no bolos, pães e etc). O ideal são até 4 gemas por semana. A clara não contem colesterol.

Leite e derivados: prefira os desnatados, o mesmo serve para queijos e iogurtes. Dê preferência ao queijo cottage e ao queijo Minas na versão light. Cuidados com os sorvetes cremosos.